Você está aqui
Home > #Destaque > Concerto comemorativo aos 50 anos da UCS acontece dia 21 em Canela

Concerto comemorativo aos 50 anos da UCS acontece dia 21 em Canela

Giovanni dos Santos – Crédito: Daniela Lopes 

A Universidade de Caxias do Sul informa que, no dia 21 de julho de 2017, às 19h30min, na Catedral Nossa Senhora de Lourdes (Catedral de Pedra), ocorre o quarto Concerto de Integração da Temporada 2017, em comemoração aos 50 anos da UCS.

A UCS, criada em 10 de fevereiro de 1967, iniciou os festejos dos seus 50 anos, com a terceira edição do Natal em Família na UCS, ocorrido em dezembro de 2016.

O concerto em Canela será o quarto de uma série de concertos comemorativos que acontecerão em todos os Campi da UCS ao longo deste ano, em que o primeiro foi em Nova Prata, o segundo, em São Sebastião do Caí e o terceiro, em Farroupilha.

Sob a regência do Maestro Diego Schuck Biasibetti, a Orquestra apresentará as obras: Abertura da ópera “As Bodas de Fígaro”, de W. A. Mozart; Concerto N. 3 para Violino e Orquestra em Sol Maior, de W. A. Mozart, com o solista convidado Giovanni dos Santos (violino); Sinfonia N. 5, de F. Mendelssohn Bartholdy; Homenaje a Federico Garcia Lorca, de S. Revueltas;  Gabriel’s Oboe, de E. Morricone, com o solista convidado Júlio César Wagner (oboé); Suite N. 2, de H. Villa-Lobos; e Abertura Festiva, de C. Küstner, obra alusiva às comemorações de 50 anos da UCS.

A Orquestra Sinfônica da UCS tem o patrocínio da Unimed Nordeste e o apoio do Simecs e do LionsEduC. Este concerto tem o importante apoio institucional da Prefeitura de Canela.

Quem puder levar 01 kg de alimento não perecível, a Paróquia irá doar para Cáritas.

Programa:

– W. A. Mozart: Abertura da ópera “As Bodas de Fígaro”

– W. A. Mozart: Concerto N.3 para Violino e Orquestra em Sol Maior

Solista: Giovani dos Santos | Violino

– F. Mendelssohn Bartholdy: Sinfonia N. 5

– S. Revueltas: Homenaje a Federico Garcia Lorca

– E. Morricone: Gabriel’s Oboe

Solista: Julio César Wagner | Oboé

– H. Villa-Lobos: Suite N. 2

– C. Küstner: Abertura Festiva 

Regência: Diego Schuck Biasibetti

 


Serviço:

Data: 21 de julho de 2017 – Sexta-feira

Horário: 19h30min

Local: Catedral Nossa Senhora de Lourdes (Catedral de Pedra)

Entrada Franca.


Contatos:

Setor de Desenvolvimento Cultural da UCS – SDEC

Orquestra Sinfônica da UCS – OSUCS

Rua Francisco Getúlio Vargas, nº 1130, Centro de Convivências, Sala 102 B

Bairro Petrópolis – Caxias do Sul – RS

Fone: (54) 3218-2610

* Diego Schuck Biasibetti:  (51) 99865-63-94

* Moacir Lazzari (Coordenador SDEC): (54) 99917.60.95

* Cristina Nora Calcagnotto (Analista de Relações com o Mercado): (54) 99142.50.30

Solistas:

* Giovanni dos Santos: (51) 99689-5203

* Julio César Wahner: (54) 99987-5218


Currículos:

Maestro Diego Schuck Biasibetti – Formado pela Hochschule für Künste (Escola Superior de Artes – Bremen – Alemanha) em Violoncelo Barroco com a Prof. Viola de Hoog, em Viola da Gamba com a Prof. Hille Perl e pela UFRGS em Regência Coral com o Prof. Dr. Joceley Bohrer, teve sua formação violoncelística iniciada com André Wentz em Caxias do Sul e posteriormente com Alexandre Diel. Seu apreço pela Música Antiga fez com que começasse a freqüentar diversos Masterclasses tais como Anatoli Krastev (Bulgária), Mime Yamahiro (Japão), Gaetano Nasillo (Itália), Juan Manuel Quintana (Argentina/Suíça), Sérgio Álvares (Brasil/Suíça), Philippe Pierlot (Bélgica) e Mariane Müller (França). Participou da gravação dos CDs do 18º, 19º, 20º e 21º Festival Internacional de Música Colonial Brasileira e Música Antiga, sob direção de Luis Otávio dos Santos. Em março de 2009, participou da produção da Ópera La Didone de Francesco Cavalli tocando Viola da Gamba e Violone; e em Janeiro de 2010, com o Balthasar Neumann Ensemble, da produção da Ópera L’Incoronazione di Poppea de Claudio Monteverdi no Theater an der Wien, em Viena na Áustria, tocando Violone sob a direção musical de Christoph Molds. Foi de 2008 a 2009 professor de Violoncelo e regente da Orquestra Jovem da Kreismusikschule em Diepholz – Alemanha. Em 2010 foi regente assistente do Mto. Manfredo Schmiedt no Coro Sinfônico da OSPA. Foi professor de Violoncelo no I, II e III Festival Internacional SESC de Música de Pelotas. Participou em 2011 com a orquestra alemã Die Kölner Akademie na Turnê pela América do Sul, sob direção de Michael Alexander Willens. Foi ainda solista com a Orquestra Unisinos-Anchieta e a Orquestra Sinfônica da UCS, e em agosto de 2014 foi o regente convidado no 11o Concerto Oficial da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre – OSPA. Desde 2012 atua como regente do Projeto Ópera na UFRGS tendo dirigido as óperas Dido e Enéias de Henry Purcell, L’Orfeo de Claudio Monteverdi, A Bela e Fiel Ariadne de Johann Gottfried Conradi e a montagem cênico-musical Missa do Orfanato (W.A. Mozart), Tempos de Solidão. Sua carreira na Europa é marcada como regente do Coro Da Capo na cidade de Syke, participação em grupos como Concerto Copenhagen, Die Kölner Akademie, Asfelder Vocal Ensemble, Balthasar Neumann Ensemble, Kammer Sinfonie Bremen, Bremer Barock Consort, e membro fundador de grupos como Concerto Barroco, Bremerey Consort, Dario’s Revenge e Pro-Vocant. Atualmente é violoncelista e regente assistente do Mto. Manfredo Schmiedt na Orquestra Sinfônica da UCS e primeiro violoncelo na Orquestra Unisinos-Anchieta.

Giovanni dos Santos (Violino) – Aluno de Emanuelle Baldini e Bacharel em Música pela UFRGS sob a orientação de Hella Frank, Giovani dos Santos é líder dos segundos violinos na Orquestra Sinfônica da UCS, spalla da OSINCA e Professor Titular da Academia de Música da OSINCA. Paralelamente, atua como músico extra nas principais orquestras do Rio Grande do Sul. Já gravou com a Orquestra Unisinos-Anchieta, OSUCS, Musica Antiqua Clio e OSINCA. Foi spalla da Orquestra Sinfônica de Santa Maria, Orquestra de Cordas da UFSM, Orquestra da UNISC e do projeto “Ópera no IA” 2016. Venceu o Concurso Jovens Solistas da Fundarte 2010, executando o Concerto em Sol maior de Haydn. Participou do Deutsch-Skandinavische Jugend-Philharmonie 2011 em Berlim, a convite de Leon Spierer, em seguida aprimorando-se com Michael Gehlmann em Wuppertal. Foi selecionado como bolsista integral do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão 2015.

Júlio César Wagner (Oboé) – Bacharel pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) participou de diversos festivais de música como Festival de Jaraguá do Sul, Festival de Inverno de Vale Vêneto, Festival de Música de Câmara de Caxias do Sul, Encontro de Oboé/Fagote da UFSM, Gramado in Concert e Festival SESC de Música de Pelotas. Participou de Master Classes com profissionais renomados como Alex Klein, Ingo Goritzk, Luís Carlos Justi, Nicholas Daniel, Nestor Garrote, Peter Apps, Alexandre Barros, Chistoph Hartmann e Javier Balbinder. Como músico convidado, participou das Orquestra do Theatro São Pedro, OSPA, Orquestra da Unisinos, Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo, Banda Municipal de Caxias do Sul, Banda Municipal de Porto Alegre, Orquestra Sacra da ULBRA e da Orquestra Filarmônica da PUC/RS. Participa atualmente da Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul (OSUCS), Orquestra Sinfônica de Gramado e do Austro Quinteto de Sopros.

Notícias Similares

Deixe uma resposta

*

Topo