Você está aqui
Home > Cidades > Defesa da mulher gramadense

Defesa da mulher gramadense

Gabinete da Primeira-Dama realiza ato em defesa da mulher

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM), do Gabinete da Primeira-Dama, promoveu, dia 23, o “Café com roda de conversa”, alusivo ao Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher.

O encontro foi no Janz Team, com representantes de instituições da Rede de Proteção à Mulher.

De acordo com a coordenadora do CRAM, Elisandra de Paula, os encontros da rede são mensais e este foi o último de 2018. O próximo está previsto para janeiro de 2019.

“O combate à violência contra a mulher exige ações integradas em diversos níveis, áreas e instâncias. Como problema público, exige políticas públicas. A violência contra a mulher é um problema complexo. Encontrar soluções é o desafio para todos os segmentos da sociedade”, disse.

SIGNIFICADO DA DATA

O dia 25 de novembro é um marco para as ações em defesa das mulheres, quando é comemorado o Dia Internacional de Luta contra a Violência à Mulher, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 1999.

A data homenageia as irmãs Mirabal (Pátria, Minerva e Maria Teresa), assassinadas pela ditadura de Leônidas Trujillo, da República Dominicana.

Outro fato relacionado ao dia 25 de novembro é o início da Campanha Mundial pelos Direitos Humanos das Mulheres (em 1991), sob a coordenação do Centro de Liderança Global da Mulher, que propôs 16 dias de ativismo contra a Violência sobre as Mulheres.

A ação começa no dia 25 de novembro e termina no dia 10 de dezembro, aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos, proclamado em 1948.

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ATENDIMENTO À MULHER

Em Gramado, o CRAM funciona no mesmo endereço do Gabinete da Primeira-

Dama, na Rua das Fontes, 174, Bairro Floresta.

O serviço disponibiliza atendimento individual ou em grupo, trabalha com o fortalecimento da mulher, com o empoderamento e o resgate da cidadania.

REDE DE PROTEÇÃO À MULHER

A Rede de Proteção à Mulher foi criada pelo CRAM e Gabinete da Primeira-Dama de Gramado, em maio de 2018, e atua com instituições e serviços governamentais e não governamentais, promovendo o desenvolvimento de estratégias efetivas de prevenção, assistência, combate e garantia dos direitos das mulheres.

Esse conjunto de ações reúne serviços de diferentes setores, para a ampliação e a melhoria da qualidade do atendimento, identificação e encaminhamento adequado das mulheres, a integralidade e a humanização nas relações.

COMPOSIÇÃO DA REDE

Gabinete da Primeira-Dama;

CRAM (órgão articulador da Rede) e Coordenadoria da Mulher;

Secretaria da Saúde;

Secretaria da Educação;

Secretaria da Cidadania e Assistência Social;

Conselho Tutelar;

Centro de Atenção Psicossocial (CAPS);

Biblioteca Pública Cyro Martins;

Judiciário;

Ministério Público;

Defensoria Pública;

Delegacia de Polícia Civil;

Brigada Militar;

Universidade de Caxias do Sul – Polo da Região das Hortênsias;

Associação Materna de Apoio e Empreendedorismo (AMAE);

Hospital Arcanjo São Miguel.

NÚMEROS DO CRAM 2018

Atendimentos de janeiro a outubro de 2018: 157;

Palestras e abordagens: 432 pessoas atingidas;

Atendimentos da equipe: 644;

Grupos de valorização da mulher: 2;

Grupos de pré-audiência: 8.

Texto: Lucas Brito

Foto: Lucas Brito

Notícias Similares

Deixe uma resposta

*

Topo