Você está aqui
Home > Cidades > Canela > Está quase…

Está quase…

Antônio Carlos Teixeira de Souza Júnior e Márcio Roberto Krummenauer com a histórica locomotiva La Meuse antes da revitalização
Divulgação

Locomotiva da Estação Campos de Canella está nas últimas etapas do processo de revitalização

Previsão é de que a entrega aconteça no mês de setembro, já ocupando o complexo idealizado pela Incorporadora Novalternativa.

Está em fase final uma das etapas mais aguardadas da Estação Campos de Canella: a revitalização da histórica locomotiva La Meuse, que, por 40 anos, ficou desativada junto a antiga Estação Férrea em Canela. Iniciado em novembro de 2017, o processo de renovação é assinado pela empresa MKR, que deve entregar até setembro a locomotiva, já pronta para ocupar o complexo idealizado pela Incoporadora Novalternativa.

O projeto de recuperação foi detalhista, como conta Antônio Carlos Teixeira de Souza Júnior, da MKR. “A locomotiva estava muito deteriorada. Desmontamos tudo que era possível para realizar um trabalho minucioso de revitalização: limpamos, lixamos, soldamos, retiramos ferrugem e tivemos que refazer partes corroídas”, explica Júnior, que divide o trabalho com Márcio Roberto Krummenauer. No início da revitalização, cerca de 50% dos materiais estavam inutilizados em função de enferrujamentos, corrosões e outras circunstâncias.

Fabricada na Bélgica em 1909, a La Meuse, classe 0-6-0, teve toda a sua parte da cabine revitalizada. “Como a locomotiva ficou exposta ao tempo e sem nenhum cuidado específico, acabou sendo uma das partes mais prejudicadas. Quando ela voltar para o seu lugar, as pessoas verão detalhes que já não eram mais percebidos. Com certeza será uma grande atração!”, comenta Júnior, com orgulho.

Além de colocar seu nome no projeto de restauração, Júnior representa a terceira geração da família que trabalha com trens e ferrovias (seus dois avós e o pai trabalharam no ramo). Inclusive, um dos avós foi maquinista na própria La Meuse, que fazia a linha até a Estação Férrea de Canela.

A Estação Campos de Canella é um projeto da Incorporadora Novalternativa, em parceria com o Mundo a Vapor, que tem como objetivo restaurar a histórica Estação Férrea de Canela e construir um novo paradouro turístico no coração da cidade, com espaços de cultura e entretenimento, além de quiosques comerciais e de um centro de gastronomia com pubs, cervejarias e restaurantes.

Entre as marcas já confirmadas para atuar nos espaços comerciais e gastronômicos da Estação estão Mundo a Vapor, o grupo Magnólia/Empório Canela, Alpen Park, Florybal, MF Cervejaria, Royal Trudel, Santho Aroma, Velha Bruxa, Big Land, SG Facas e um empório de carnes e itens para churrasco. Os espaços comerciais serão liberados a partir de novembro para a ocupação das empresas.

 

Notícias Similares

Deixe uma resposta

*

Topo