Você está aqui
Home > Cidades > Festival de Cinema e surpresas

Festival de Cinema e surpresas

Ney Latorraca. Foto: Divulgação

Campanha decora bicicletas com imagens do Festival de Cinema

Catorze bicicletas decoradas com motivos alusivos ao 46º Festival de Cinema de Gramado serão expostas em diferentes pontos da cidade. A ação é parte do projeto Gramado de Bicicleta, que propõe formas de conscientizar a população para o convívio saudável no trânsito entre ciclistas, motoristas e pedestres.

“O projeto já tem oito anos, e há quatro iniciamos essa etapa de decoração das bicicletas em eventos da cidade. Já fizemos parecido no Natal Luz, na Páscoa e durante a Festa da Colônia e a Abertura do Inverno. No Festival de Cinema, será a primeira vez”, enumera uma das voluntárias da organização, a jornalista Tela Tomazeli.

Durante o mais tradicional festival do audiovisual do Brasil, naturalmente a decoração das magrelas apresentará símbolos do evento. Serão 14 bicicletas, seis delas exibindo imagens de longas-metragens em competição neste ano, além do filme de abertura do festival, “O grande circo místico” de Cacá Diegues (veja listo dos motivos e locais de exposição abaixo). Os quatro homenageados de 2018 também emprestam suas figuras para o projeto educativo: os atores Edson Celulari e Ney Latorraca, a atriz uruguaia Natalia Oreiro e o diretor de animações Carlos Saldanha terão seus rostos estampados nas bikes.

Haverá ainda imagens que recordam o Educavídeo, projeto que ensina a produção audiovisual aos alunos de escolas públicas gramadenses, e o carnaval de Veneza, uma alusão ao país homenageado deste ano, a Itália. Claro que não poderia faltar o Kikito, objeto de desejo de todos os realizadores que concorrem nas mostras competitivas do festival.

O projeto Gramado de Bicicleta parte do pressuposto que ciclistas, patinadores, skatistas e veículos a motor devem conviver na mesma via de rolamento, sem a separação, por exemplo, de um espaço exclusivo para os ciclistas. “Para incentivar um olhar mais amoroso às bicicletas, o projeto realiza sua quarta exposição a céu aberto em Gramado”, explica Tela.

A exposição terá uma abertura oficial no dia 14 de agosto, quando as 14 bikes estarão reunidas na Rua Coberta, entre 12h e 13h. “Depois cada bicicleta será levada a um ponto distinto da cidade para que a mensagem de respeito se espalhe por Gramado”, completa a jornalista.

Além da exposição de bicicletas decoradas, há vários locais onde é possível alugar magrelas para passeios em Gramado. Muitos hotéis disponibilizam pequenas frotas para uso de seus hóspedes e a Brocker Turismo também oferece o serviço de aluguel. Uma boa dica de passeio é percorrer a ciclofaixa turística, que sai do Lago Joaquina Rita Bier em direção ao Lago Negro, passando pelo Bairro Planalto.

Lista de locais da exposição

Kikito – Avenida Borges de Medeiros, 2727

Edson Celulari – Avenida Borges de Medeiros, 2738

Carlos Saldanha – Avenida Borges de Medeiros, 2605

Natalia Oreiro – Avenida Borges de Medeiros, 2083

Ney Latorraca – Praça Major Nicoletti

Educavídeo – Prefeitura Municipal de Gramado

“O grande circo místico” – Avenida Borges de Medeiros, 2659

Longa “O banquete” – Avenida Borges de Medeiros, 2507

Longa “A cidade dos piratas”- Praça das etnias

Longa “Mormaço”- Rua Pedro Benetti, 22

Longa “Ferrugem” – Avenida Borges de Medeiros, 2300 – 10

Longa “O avental de Rosa” – esquina Augusto Zatti e Av. Borges de Medeiros

Longa “A voz do silêncio” – Avenida das Hortênsias. 1845

Itália, país homenageado do festival – Esquina Av. das Hortênsias e Av. Borges de Medeiros

Uma atriz que canta: quem é Natalia Oreiro, a dona do Kikito de Cristal

A entrega do Kikito de Cristal a Natalia Oreiro coroa uma carreira repleta de reconhecimentos. O currículo da homenageada impressiona: aos 41 anos, seu trabalho em cinema e televisão já lhe rendeu 18 prêmios como melhor atriz – e em outras 13 ocasiões, ela esteve na lista de indicados. Entre seus troféus estão os importantes Platino, que destaca os melhores do cinema ibero-americano, o Condor de Plata e o Prêmio Sur (equivalentes ao Oscar na Argentina) e o Martín Fierro, direcionado a produções televisivas.

Apesar da trajetória no cinema e na televisão, essa uruguaia nascida em Montevidéu é muito popular também como cantora – seus álbuns lhe renderam três discos de ouro e quatro de platina ao longo da vida. Recentemente sua canção “United by love” foi escolhida como uma das músicas tema da Copa do Mundo de Futebol 2018, na Rússia e ela faz com frequência shows para multidões ao redor do planeta. Mas para quem duvida da vocação principal, Oreiro faz questão de salientar: “sou uma atriz que canta”, disse em entrevista a um diário uruguaio há poucos dias, quando lançou no país seu mais recente filme, a comédia “Re Loca”.

Natalia vive em Buenos Aires desde os 16 anos. A transferência foi uma marca: estava apostando para valer na carreira de atriz, que ensaiava na sua cidade natal desde a infância, em comerciais publicitários. Antes disso, na adolescência, ela conheceu o sucesso ao ser selecionada entre 10 mil meninas para participar do Xou da Xuxa como uma de suas paquitas.

No cinema, sua ascensão foi vertiginosa. Logo na estreia, em “Um argentino em Nova Iorque” (1998), bateu recordes de bilheteria, sendo assistida por 1,6 milhão de espectadores na Argentina. Esse filme também a lançou como cantora pop, faceta que voltaria em muitas outras obras em que participou, como em “Miss Tacuarembó” (2010), em que foi protagonista e interpretou todas as faixas da trilha sonora.

Não demorou para que compartilhasse o set com legendas do cinema portenho, como Norma Aleandro (com quem rodou dois longas: “Cleópatra”, em 2003, e “Música en espera”, 2009) e Leonardo Sbaraglia.

Em 2012 e 2013, foi protagonista das duas produções que a Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Argentina selecionou para representar o país na briga pela indicação ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro: “Infância Clandestina” e “Wakolda”, que teve caminhada exitosa em festivais internacionais, competindo inclusive no importante Prêmio Goya, da Espanha.

Recentemente entregou ao público aquela que é considerada sua obra mais importante até aqui, a cinebiografia “Gilda, não me arrependo deste amor”, que narra a trajetória da mítica cantora e compositora de cumbias, morta tragicamente em 1996. O longa foi considerado “o filme do ano” no país vizinho, em 2016, e ultrapassou a marca de um milhão de espectadores no cinema. Por seu desempenho na pele da biografada, Natalia Oreiro foi reconhecida pela crítica e pelo público, recebendo três troféus de melhor atuação.

A grande estrela uruguaia e internacional recebe o troféu Kikito de Cristal na noite de quarta-feira, 22 de agosto, no Palácio dos Festivais. Natalia Oreiro é a terceira atriz sul-americana a receber a honraria. No ano passado, o troféu esteve nas mãos de Soledad Villamil – por sua vez, precedida de Cecilia Roth. Ambas são argentinas.

Filmografia de Natalia Oreiro

2018 – “Re Loca”

2016 – “Gilda, No Me Arrepiento de Este Amor”

2014 – “Protocolo Celeste” (cortometraje)

2013 – “Wakolda”

2012 – “Infancia Clandestina”

2011 – “Mi Primera Boda”

2010 – “La Despedida” (cortometraje)

2010 – “Miss Tacuarembó”

2010 – “Francia”

2009 – “Música en Espera”

2007 – “Las Vidas Posibles”

2006 – “La Peli”

2005 – “Al Ritmo del Tango”

2004 – “La Guerra de los Gimnasios” (cortometraje)

2003 – “Cleopatra”

1998 – “Un Argentino en Nueva York”

Três atores e um diretor de animação são os homenageados desta edição

A safra de homenageados desta 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado traz três atores e um diretor de cinema de animação para a serra gaúcha. As condecorações começam a ser entregues já no primeiro sábado do festival, dia 18 de agosto, quando o criador de animações e duas vezes indicado ao Oscar Carlos Saldanha recebe o Troféu Eduardo Abelin. O prêmio é dedicado a destacar diretores, cineastas ou entidades de cinema do Brasil e, neste 2018, justifica sua vocação ao ser entregue para o responsável por sucessos de bilheteria como “A Era do Gelo”, “Rio” e “O Touro Ferdinando”.

Na segunda-feira, 20 de agosto, Edson Celulari desfilará pelo tapete vermelho para receber o importante Troféu Oscarito, entregue aos grandes atores e atrizes do cinema nacional. Aos 40 anos de carreira, essa celebridade já esteve no Festival de Gramado em 2005, quando estrelou “Diário de Um Novo Mundo”, baseado no romance de Antônio Assis Brasil e dirigido pelo gaúcho Paulo Nascimento, com quem também trabalhou em “Teu Mundo Não Cabe Nos Meus Olhos”.

Já a atriz uruguaia Natalia Oreiro será a detentora do do Kikito de Cristal em 2018, troféu que celebra expoentes do audiovisual latino-americano. Estrela de cinema, celebridade televisiva e ainda cantora pop de sucesso, Oreiro gravou seu primeiro longa em 1998, e recentemente entregou ao público um dos seus mais célebres trabalhos: a cinebiografia “Gilda, no me arrepiento de este amor”, sobre a cantora e compositora argentina Gilda. O papel lhe rendeu o prêmio de melhor atriz pelo voto popular no Prêmio Platino em 2017. Oreiro recebe a homenagem na noite de quarta-feira, dia 22 de agosto.

Por fim, na sexta-feira, 24 de agosto, o troféu Cidade de Gramado passará para as mãos de Ney Latorraca, cuja carreira cinematográfica já soma meio século. São 23 filmes no currículo e inúmeras telenovelas – carreira que o consagrou como um dos atores mais populares do Brasil. O 46º Festival de Cinema de Gramado começa na próxima sexta-feira, 17 de agosto, e segue até o sábado, 24, quando serão conhecidos os filmes vencedores das mostras competitivas nacional, internacional e de curtas-metragens.

Agenda de homenagens

Sábado, 18 de agosto – Troféu Eduardo Abelin para Carlos Saldanha

Segunda-feira, 20 de agosto – Troféu Oscarito para Edson Celulari

Quarta, 22 de agosto – Kikito de Cristal para Natalia Oreiro

Sexta, 24 de agosto – Troféu Cidade de Gramado para Ney Latorraca

Exibições do primeiro sábado concentram a maior procura de ingressos

Há poucos dias do início do 46º Festival de Cinema de Gramado, as entradas para a sessão do primeiro sábado (dia 18 de agosto) são as mais disputadas pelo público na bilheteria virtual do evento, onde estão sendo comercializados os ingressos. A grande procura para a noite em que ocorrerá a primeira homenagem desta edição – com a entrega do troféu Eduardo Abelin ao cineasta de animação Carlos Saldanha – pode fazer com que rapidamente se esgotem os lugares ainda disponíveis.

Além da honraria a Saldanha, o primeiro sábado de exibições no Palácio dos Festivais apresentará dois curtas e dois longas-metragens em competição, respectivamente “Um Filme de Baixo Orçamento” e “Guaxuma”, além da ficção estrangeira “Las Herederas” e do brasileiro “Benzinho”, de Gustavo Pizzi.

Por enquanto, os ingressos estão sendo vendidos exclusivamente no site do festival, mas a partir da quinta-feira, 16 de agosto, também estarão disponíveis na secretaria do evento, em Gramado – mas a organização alerta que não haverá cotas de entradas reservadas para a venda no local. As entradas custam R$ 50 para as sessões noturnas, com meia entrada válida para estudantes e pessoas acima dos 60 anos. Já os ingressos para a noite de premiação custam R$ 150 (valor único).

Além de assistir aos filmes em competição e às cerimônias de homenagens e premiações, quem comprar as entradas poderá ter a experiência de desfilar pelo emblemático tapete vermelho do Festival de Cinema de Gramado, onde passam atores, atrizes e realizadores do cinema brasileiro e internacional.

ATENÇÃO!

Confira os convidados que já confirmaram presença no festival

– Jesuíta Barbosa (“O Grande Circo Místico”)

– Marieta Severo (“A Voz do Silêncio”)

– Drica Moraes (“O Banquete”)

– Adriana Esteves (“Benzinho”)

– Ísis Valverde (“Simonal”)

– Daniel de Oliveira (“10 Segundos Para Vencer”)

– Mariana Ximenes (“O Grande Circo Místico”)

– Mariana Lima (“O Banquete”)

– Otávio Müller (“Benzinho”)

– Marcos Frota (“O Grande Circo Místico”)

– Osmar Prado (“10 Segundos Para Vencer”)

– Bruna Linzmeyer (“O Grande Circo Místico”)

Festival de Cinema de Gramado

www.festivaldegramado.net

www.facebook.com/festivaldecinemadegramado

Twitter: @cinemadegramado

Instagram: @festivaldecinemadegramado

YouTube: https://www.youtube.com/festivaldegramado

 

Ministério da Cultura, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer e Snowland apresentam o 46º Festival de Cinema de Gramado. Lei de Incentivo à Cultura. Patrocínio: Stella Artois e Casa Aveiro By Dolores. Apoio especial: Gramado Parks. Apoio: Stemac Grupos Geradores, Lugano, Cristais de Gramado, Viviela London, G2 Net Sul e ENIT – Agência Nacional de Turismo da Itália. Apoio institucional: Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Fundacine, ACCIRS, IECINE, APTC/ABD RS, SIAV e Museu do Festival de Cinema de Gramado. Agência Oficial: Vento Sul Turismo. Transporte Oficial: Kia. Agente Cultural: AM Produções. Promoção: Prefeitura de Gramado. Financiamento Pró-Cultura RS, Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Ministério da Cultura, Governo Federal.

 

Notícias Similares

Deixe uma resposta

*

Topo