Você está aqui
Home > Cidades > Gramado reduz déficit de vagas na Educação Infantil

Gramado reduz déficit de vagas na Educação Infantil

Créditos: Carlos Borges

577 crianças foram encaminhadas somente nestes seis primeiros meses de governo

O conjunto de medidas a curto, médio e longo prazo da Secretaria de Educação de Gramado já culminou na redução do déficit de vagas na Educação Infantil. Somente nesses primeiros seis meses da nova gestão municipal, 577 crianças já foram encaminhadas para as vagas. Além de ser um compromisso do governo Fedoca/Evandro, e havendo inclusive uma Ação Civil Pública ajuizada lá em 2015 contra a Prefeitura, para que a mesma suprisse essa demanda em 100% até 30 de setembro daquele ano.

A secretária da pasta, Gilça dos Santos Silva, conta que a cidade está perto de alcançar este resultado, e que desde o começo do ano vem dedicando todas ações da secretaria para suprir essa necessidade. “Além das 360 crianças que recebemos na lista de espera da antiga gestão, mais 217 já foram encaminhadas para vagas. O resultado vem da união de várias ações, entre elas o convênio com o Estado para ocupação dos espaços físicos nas escolas estaduais”, conta Gilça.

A alternativa foi proposta à 4º Coordenadoria Regional de Educação do Estado (CRE), que prontamente firmou o convênio com o município, e a primeira escola de Gramado a receber alunos da rede municipal foi a Escola Estadual de Ensino Fundamental João Benetti Sobrinho, na Linha Nova. Essa também era uma reivindicação da comunidade local, e foi atendida pelo novo governo.

Outras escolas que já recebem alunos da rede municipal, são a Escola Estadual Ensino Médio Boaventura Ramos Pacheco, no bairro Floresta, a Escola Estadual Ensino Fundamental David Canabarro, no bairro Jardim, e a Escola Estadual Ensino Fundamental Nossa Senhora da Pompeia, na Serra Grande. E a partir de agosto, cerca de 80 vagas serão preenchidas em quatro turmas no Colégio Estadual Santos Dumont, no centro, duas de manhã e duas à tarde.

A diretora da escola, Maria Ivanete Barbosa da Silva, avalia positivamente esta iniciativa. “Para a escola é interessante, porque os alunos começam aqui na escola, e automaticamente vão passar a ser alunos nossos no primeiro ano e para a estrutura pedagógica da escola também acrescenta, pois são crianças menores”, destaca ela.

Patricia Bazzei Benetti, vice-diretora do turno da tarde da Escola Estadual Ensino Médio Boaventura Ramos Pacheco, conta que retomar pré-escola era um movimento da comunidade, e desde fevereiro, 25 crianças estão sendo beneficiadas com o convênio do município com o Estado. Ela, além de professora, é mãe também, e esteve à frente desta reivindicação já desde o ano passado. “Essa foi uma grande conquista para o nosso bairro. As famílias estão muito felizes com a escola próxima de casa, e também estamos contentes com a professora e com a parceria na merenda escolar”, declara.

Além deste convênio que beneficia vagas, a secretária de Educação também destaca outras ações da pasta, como a compra de vagas em escolas particulares, reformas e ampliação de espaços, que são ações possíveis devido a economia realizada pela administração municipal, e vem a calhar com esta realidade. “Essa sempre foi uma das maiores preocupações, e já desde janeiro estamos fazendo um levantamento de todas as situações dos espaços disponíveis do município para que pudéssemos atender essa demanda”, explica Gilça.

Sara da Rosa Hencke, natural de Gramado, está contente com as novas ações e com a administração. Ela conta que estava na lista de espera já desde julho de 2015, e somente em março deste ano que foi chamada e conseguiu uma vaga para sua filha no turno da manhã da Escola Municipal Presidente Vargas, no bairro Avenida Central. “Estou bem satisfeita com a nova administração, pois estava há tanto tempo esperando e não tinha retorno nenhum da minha espera. Também estou gostando bastante da escola”, disse.

Conforme dados da secretaria, somente neste ano, foram recebidos 662 pedidos de matrícula. Atualmente, a rede infantil conta com 1860 vagas ocupadas, e 270 crianças na lista de espera.

Edital prevê a compra de mais 240 vagas

Outra iniciativa da Secretaria de Educação para dirimir esse número é a compra de vagas nas escolas particulares, um projeto inovador na cidade, que prevê a compra de 240 vagas na rede particular.

O secretário adjunto da pasta, Gelson Oliveira, conta que o edital foi elaborado para suprir a necessidade que tinha naquele momento, e que até o agora duas escolas estão credenciadas e autorizadas pelo Conselho Municipal da Educação para o fornecimento destas vagas à Educação Infantil. O município aguarda ainda a inscrição de mais escolas neste edital para que mais crianças sejam atendidas. O edital está disponível no site da Prefeitura desde 24 de maio e permanece até 23 de maio de 2018.

Gelson também destaca que as listas de espera são públicas, e que os pais ou responsáveis podem acompanhar o processo pelo site da Prefeitura (http://www.gramado.rs.gov.br/secretaria/13/educacao) ou mesmo se cadastrar. Mais informações sobre o processo no telefone (54) 3286-2709.

Texto: Marlova Martin

Turma de Educação Infantil do município tem aulas desde fevereiro em espaço cedido pelo Estado, na Escola Estadual Ensino Médio Boaventura Ramos Pacheco, no bairro Floresta. Créditos: Carlos Borges

 

Notícias Similares

Deixe uma resposta

*

Topo