Você está aqui
Home > Cidades > RAC completa sete anos

RAC completa sete anos

Foto: Clara Casagrande

Rede de Apoio à Cidadania de Gramado completa sete anos de atuação em 2018

A construção de uma rede social de proteção e promoção aos cidadãos gramadenses, composta por autoridades municipais e organizações não governamentais é a função da Rede de Apoio à Cidadania (RAC), que comemora sete anos de trabalho no município. Através do diálogo e da participação de instituições, a Rede busca atender os casos de alta complexidade em Gramado. Em 2017, aproximadamente 120 pessoas foram atendidas.

Na última segunda-feira (19), a RAC realizou sua reunião mensal no Fórum de Gramado. Na ocasião, foram discutidos os casos que já estão em andamento e as novas ocorrências que chegaram durante este mês. “Desde 2011 nós buscamos qualificar cada vez mais os serviços de atendimento. O nosso sucesso se dá pelo respeito do saber fazer de cada instituição. As reuniões são um momento de unir as forças e atender os casos diferentes que o grupo recebe”, afirma o coordenador da RAC, o psicólogo Edison Renato Mittmann.

Segundo o promotor de justiça, Max Roberto Guazzelli, “a nossa vantagem é ter essa interligação entre as instituições. É muito difícil ver esse trabalho conjunto em outro município.”

O prefeito João Alfredo Bertolucci, o Fedoca, participou da reunião e parabenizou a RAC pelos sete anos de atuação. “Um trabalho importantíssimo que me faz ter a certeza de que ainda temos pessoas solidárias dispostas a prestar apoio aos casos de vulnerabilidade do município”.

A proposta da RAC é favorecer ações de caráter interdisciplinar, com diálogo e cooperação, assim como sinalizar demandas de atendimento. Ou seja, agilizando casos considerados emergentes, como encaminhamento ou acolhimento dos cidadãos, principalmente crianças, mulheres e idosos.

Estavam presentes na reunião mensal representantes da Secretaria da Cidadania e Assistência Social; da Secretaria da Saúde; a secretária da Educação, Gilça Silva; o secretário da Administração, Julio Dorneles, Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Militar, Polícia Civil, Conselho Tutelar, representantes das Escolas Estaduais do município, Hospital Arcanjo São Miguel, Serviço de Assistência Judiciária Gratuita da Universidade de Caxias do Sul – SAJU/Gramado.

Notícias Similares

Deixe uma resposta

*

Topo