Você está aqui
Home > Cidades > Soberanas do Folclore Alemão comandam viagem cultural em Nova Petrópolis

Soberanas do Folclore Alemão comandam viagem cultural em Nova Petrópolis

Rainha e Princesas viajaram pelas atrações do 45º Festival Internacional de Folclore

Nova Petrópolis é referência em cultura no País. De 14 a 30 de julho de 2017, a cidade será reduto cultural de diversas partes do mundo, todas unidas em uma grande festa de integração entre os povos. O 45º Festival Internacional de Folclore, maior evento cultural da Serra Gaúcha, promete uma verdadeira viagem cultural sem sair de Nova Petrópolis. As Soberanas do Folclore Alemão, Rainha Aline Stein, 1ª Princesa Iasmin Schmitt e a 2ª Princesa Angela Sbersi comandam esta viagem.

“Para nós, soberanas, representar este evento tão grandioso é uma honra e também, uma grande responsabilidade. São 17 dias em que a nossa cidade respira cultura, é enfeitada com o colorido dos trajes, fala os mais diversos idiomas, prova da gastronomia e aprecia o artesanato trazido por artistas de diversos lugares do Brasil, e também de outros países.

Este ano, além das belíssimas apresentações dos grupos locais, receberemos no palco do evento um número recorde de grupos visitantes, fortalecendo ainda mais a bandeira do festival: a diversidade, que nos une, em prol do objetivo de levar a todos, moradores da cidade e turistas, o acesso a culturas vindas dos quatro cantos do globo, proporcionando ao nosso público uma viagem ao redor do mundo sem sair de Nova Petrópolis.

E é justamente por aqui que começamos nossa viagem… Nova Petrópolis, o Jardim da Serra Gaúcha, a Capital Nacional do Cooperativismo e simplesmente germânica.

Em seguida, vamos a Caxias do Sul, terra de vinhos, copa e polenta, colonizada pelos imigrantes italianos, que a fizeram ser cidade grande com o suor do seu trabalho.

Continuando nossa viagem, uma passadinha em Antônio Prado, para logo em seguida atravessar os limites das terras gaúchas e chegar a Santa Catarina.

Nossa próxima parada é no Rio de Janeiro, das belas praias, do Pão de Açúcar e do Cristo Redentor, mas também da cultura e da história Imperial do Brasil.

Atravessamos o Espírito Santo, da rica gastronomia e das belas paisagens capixabas, e entramos na terra do “o que é baiana tem?”, do Pelourinho e de um dos carnavais

Da Bahia, decolamos para além-fronteiras e paramos na Terra do Papai Noel… Ah, a Polônia!!!

Uma viagem de trem e estamos na terra dos nossos imigrantes, que deixaram a Alemanha e aqui, em Nova Petrópolis, construíram o seu novo ‘Heimat’.

Voltando para as Américas, pousamos no México dos talentosos Mariachis, da bela Cancun e da comida apimentada.

Seguimos para a Colômbia com suas cidades de elevada altitude, e também da belíssima ilha de San Andrés.

De volta ao Brasil, vamos ao Rio Grande do Norte e Paraíba, para chegar à terra do Pantanal, o Mato Grosso.

Mais uma vez atravessamos as fronteiras Brasileiras e vamos ao Paraguai, damos uma passadinha pelo Chile, terra da Cordilheira dos Andes e da Ilha de Páscoa, e seguimos para nossa hermana, Argentina com seus famosos passos de Tango.

E já no caminho de casa, aproveitamos para visitar Caçapava do Sul, uma paradinha em Porto Alegre, a Capital de todos os gaúchos, para em seguida subir a Serra e voltar à nossa querida Nova Petrópolis.

Assim é o nosso Festival, uma verdadeira viagem ao redor do mundo sem sair de Nova Petrópolis. ”

Você não pode perder esta viagem. Nova Petrópolis se prepara para mostrar toda sua força cultural, em harmonia com culturas do mundo todo, em um grande evento de integração. A Cidade Jardim da Serra Gaúcha e Capital Nacional do Cooperativismo cuida dos últimos preparativos para receber dançarinos, músicos, artesãos e apreciadores das culturas de todos os povos em 17 dias de intensa programação. A comissão organizadora espera receber mais de 100 mil pessoas ao longo do evento.

O 45º Festival Internacional de Folclore é uma realização da Associação dos Grupos de Danças Folclóricas Alemãs, Prefeitura de Nova Petrópolis e Secretaria de Estado da Cultura. O evento que integra o calendário anual da IOV – Organização Internacional de Folclore e Artes Populares, conta com apoio de Rota Romântica e Banco do Brasil; e é financiado pelo Pró-Cultura RS e Ministério da Cultura. O festival conta com o patrocínio de Piá, Dakota, Suibom, Brombatti, Sicredi e Banrisul.

FOTOS: Mauro Stoffel

Notícias Similares

Deixe uma resposta

*

Topo